ARTIGOS
 
04/01/2013 - 09:45h
ANEMIA EM PÁSSAROS

Embora seja raro, acontece.

Vou relatar uma primeira experiência com este quadro.

Uma de nossas criadeiras, começou a apresentar apatia e prostração durante sua terceira ninhada. (3 ninhadas na temporada é relativamente normal. A maioria das boas criadeiras produzem de 4 a 5 ninhadas).

O que pode ser considerado um pouco acima da média é que esta fêmea apronta no mesmo dia em que separamos os filhotes, pede gala 3 dias e bota novamente. Não tendo tempo de descansar. Mas nada extraordinário, visto que temos fêmeas que começam a pedir gala ainda com os filhotes.

Primeira suspeita seria coccidiose - mas como fazemos o exame periódico e havia menos de uma semana do resultado negativo para esta fêmea (como o Zico diz, se você trabalha a sorte te ajuda), logo descartamos.

Chamamos então nossa veterinária que fez o exame clínico, e detectou palidez excessiva e diagnosticando anemia. Separamos os filhotes (pois a danada estava dormindo de dia, mas acordava, alimentava a cria, e voltava a dormir) e começamos um tratamento com vitaminas - sem remédios. Apenas vitaminas! (neste caso Hidrovit - barato e fácil de encontrar)

Após 2 dias do início do tratamento a fêmea já se encontrava melhor. E tiramos algumas conclusões.


A primeira: Não podemos descuidar na prevenção. Prevenção é tudo! Exames periódicos no plantel custam dinheiro, tempo... Mas ajudam a dignosticar problemas antes do óbito. E a não desgastar o plantel com tratamentos desnecessários.


A segunda: Gastar com veterinário nunca é demais. Neste caso uma consulta de R$ 80,00 salvou uma fêmea que vale quanto???

Pensem nisso!

Rafael


< voltar

 
 
www.quintodia.com.br - 2017 - Desenvolvimento: