ARTIGOS
 
26/04/2014 - 09:52h
ROTINAS

Rotina
 
Quando uso a palavra rotina, na verdade me refiro a toda metodologia por trás de qualquer atividade desempenhada com carinho e empenho buscando-se a alta performance.
Para criação de bicudos com a finalidade de produzir-se bicudos com aptidão para as competições é preciso muita genética, mas também muito manejo. Na questão do manejo, a maioria dos criadores ou proprietários de pássaros buscam dicas e macetes para fazer o seu bicudo cantar mais na roda. Querem uma receita mágica!
Isso é ilusão! Por mais que macetes existam, a rotina diária com seu pássaro é fundamental. É através do processo contínuo de obeservação e conhecimento do seu plantel que você vai conseguir os resultados extraordinários.
Rotinas importantes com seus respectivos motivos são listadas abaixo:
 
Visita diária ao plantel
 
É super importante, pois é através dela que podemos observar o comportamento de cada pássaro. Como está, como fica, como come, como dorme, como voa, como canta, como aninha, como alimenta os filhotes, como pede comida,... e até como caga!
Quem acha que passarinho não precisa de cuidado diário não deveria ter passarinho! Salvo exceções, quando precisamos viajar por curto período de tempo ou algum imprevisto que realmente impossibilite você de estar com seu plantel. Veja todos os seus passarinhos todo dia.
 
Trato no mesmo horário
 
Aqui no Quinto Dia tratamos os pássaros em dias alternados, embora observemos por pelo menos 5 minutos cada campo visual de até 10 passarinhos, o trato completo de troca de fundo, comidas, água e etc... é realizado de forma alternada. Porém sempre no mesmo horário.
Fêmeas com filhotes precisam de trato pelo menos uma vez ao dia para reposição de comida. Todos os dias no mesmo horário.
Os pássaros se acostumam com isso e esperam ansiosamente pela hora que você vem colocar sua comida favorita. Tudo fica mais fácil, eles se entrosam com você e aceitam gala melhor, aprontam mais rápido, ficam mais amáveis com os filhotes...
 
Alimentação
 
Isso também é rotina. Ficar trocando as comidas é tiro no pé. Já utilizo há 5 anos a mesma composição de alimentação.
Mistura para bicudos Suprapet
Mistura Quinto Dia Suprapet
Farinhada para silvestres Suprapet (com segredo)
Grit Mineral Suprapet
Alcon Club Curió (o com cores mais vivas)
Alcon Top Life - somente para filhotes
Com esta alimentação e muito de vez em quando Chicória, tiririca e algum milho verde muito fresco tem trazido estabilidade ao plantel e muito boa produção.
 
Exames de rotina
 
Um plantel de auto desempenho precisa de exames parasitológicos de rotina. Faço de 3 a 4 vezes ao ano para pássaros que frequentam os torneios. E duas vezes ao ano para os demais o exame parasitológico.
Uma vez ao ano faço o exame de coprocultura e antibiograma, sempre antes de começar a temporada (no meio do período de muda).
Além disso, tenho um procedimento que isola pássaros novos antes do contato com os demais e faço um preventivo:
Baycox Pig Doser (Coccidiose) - 0,10 ml para cada 50ml no bebedouro fumê durante 3 dias. 
Espero 5 dias
Dau Verme (Giárdia) - 0,15ml para cada 50ml no bebedouro fumê por mais 3 dias
Após 15 dias faço então o exame parasitológico.
Adotamos essa rotina pois todos os pássaros adquiridos num período de 6 meses onde um fazia o exame primeiro antes de qq coisa, tinham ou coccidiose ou giárdia. Então adotei o tratamento preventivo antes do exame.
 
Rotina reprodutiva ou de torneio
 
Aqui volto ao ponto de visita diária ao plantel. Cada pássaro gosta de um jeito. Tem fêmea que só deixa galar de manhã. Tem fêmea que quer furunfar a tardinha... tem macho que não gosta de galar dentro do criatório, outros se mudam de local ficam agressivos.
A mesma coisa pra torneio, tive pássaros que pra cantar na roda tinham que ficar na bateria durante a semana. Já outros que preferia o isolamento. Alguns não podem ver fêmea, outros moram na mesma gaiola. Observe seu plantel, anote tudo. Aprenda o que seus pássaros gostam e implemente a rotina.
 
Enfim, se houvesse tempo e competência, estaria escrevendo um livro. Como faltam os dois e confesso que falta mais competência que tempo, paro por aqui. (Sem esquecer de mais uma vez agradecer a turma de Recife que me motivou a compartilhar o pouco que sei)
 

< voltar

 
 
www.quintodia.com.br - 2017 - Desenvolvimento: